segunda-feira, maio 05, 2008

Começa hoje a Semana de Comunicação da Faculdade Hoyler-Uniesp

A tradicional Semana de Estudos de Comunicação, promovida no mês de maio pela Faculdade de Comunicação Social de Hortolândia (Instituto Hoyler - Uniesp) elegeu, para a edição 2008, como grande tema o Bicentenário da Imprensa no Brasil.

A programação – que tem início hoje, dia 5, e prossegue até quinta-feira, dia 8, – conta com duas exposições organizadas por alunos de Jornalismo, a apresentação de campanhas publicitárias desenvolvidas por alunos do curso de Publicidade e Propaganda e uma variedade de bons encontros entre profissionais consagrados do Jornalismo no Brasil e em Campinas e região.

Segundo o professor Marcel Cheida, coordenador da Faculdade de Comunicação Social da Hoyler, em Hortolândia, a Semana de Estudos de Comunicação representa uma oportunidade para a comunidade estudantil promover reflexões, atualizações, intercâmbio com profissionais das áreas e ampliar seus conhecimentos sobre mercado, técnicas e tendências.

Como chegar no Instituto Hoyler-Uniesp de Hortolândia


José Arbex Jr. é o convidado de quinta-feira
Entre os palestrantes está o então professor da faculdade de Jornalismo PUC - São Paulo, José Arbex Jr. Testemunha privilegiada das mudanças no jornalismo brasileiro desde 1982, quando começou a percorrer disputada carreira na Folha de S. Paulo como repórter, correspondente estrangeiro e editor de Internacional, até 1992, Arbex não usa meias-palavras para expor os ataques que desfere contra o poder hegemônico, seja o norte-americano, o israelense ou as forças econômicas cujos interesses determinam os rumos da América Latina.

Nessas viagens e trabalhos como jornalista, Arbex entrevistou personalidades como o líder palestino Yasser Arafat e o secretário do Partido Comunista da União Soviética, Mikhail Gorbatchev. José Arbex Jr. foi correspondente da Folha de S. Paulo em Nova York (1987) e Moscou (1988-90). Cobriu, como enviado especial, as guerras da Nicarágua (1986), Afeganistão (1988) e Camboja (1989), a Primavera de Pequim e a queda do Muro de Berlim (1989).

Militante do Fórum Social Mundial, o jornalista construiu um rol respeitado de inimigos no plano intelectual, como Olavo de Carvalho, editor do site Mídia Sem Máscara e filósofo de raiz aristotélica e cristã. No campo das batalhas ideológicas, consegue expor o conhecimento que adquiriu no doutorado em História Social pela USP (2000) e na graduação em Jornalismo, pela mesma Universidade em 1982. J
osé Arbex Jr. participa da Semana de Estudos de Comunicação promovida pela Faculdade de Comunicação Social de Hortolândia, na quinta-feira, 08 de maio, às 19h00.

As palestras serão abertas ao público com entrada franca e terão início a partir das 19h00 com a previsão para o encerramento às 22 horas.

Jornalistas da mídia regional revelam experiências e desafios
A contribuição da imprensa regional na construção da identidade social de Campinas e região é fruto da atuação profissional de uma geração de jornalistas que têm, nos últimos dez anos acompanhado e interagido com as transformações técnicas e desafiadores da comunicação social na contemporaneidade. A Faculdade de Comunicação Social Hoyler-Uniesp, de Hortolândia, organizou para a Semana de Estudos de Comunicação, de 5 a 8 de maio, das 19h00 às 22h00, no auditório da Instituição.

Com o título “Quem tem medo de Tecnologia?” o professor Artur Araújo profere palestra na noite de segunda-feira, mostrando para a comunidade estudantil que o equilíbrio entre ética, compromisso e as tecnologias aplicadas à Comunicação resulta em ganhos sociais.

O professor e designer Allan Fidelis, com experiência em grandes organizações, também trará importantes contribuições para os futuros publicitários.

O jornalista Marcelo do Canto, com experiente profissional da mídia regional, abordará o tema A prática do jornalismo na administração de crises. Na noite de quarta-feira, dia 7, a jornalista e chefe de Reportagem da EPTV-Campinas, Daniela Lemos e a Professora Flailda Brito Garboggini, diretora da Faculdade de Publicidade e Propaganda da PUC-Campinas proferes palestras em torno do tema Trajetórias e identidades na arte de comunicar.

SERVIÇO:
Saiba mais sobre os convidados da Semana de Estudos de Comunicação das Faculdades Hoyler-Uniesp – Hortolândia.

Állan Fidelis Toledo é designer e professor. Já estagiou na W/Brasil e Propaganda Registrada, hoje trabalha como coordenador de marketing da Guabi - nutrição animal e é professor de design da Escola Comunitária de Campinas.


Prof. Artur Araújo é mestre em Ciências da Comunicação com uma dissertação sobre blog e jornalismo, pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. É ligado ao Grupo de Estudos da Linguagem,da ECA/USP e ao Núcleo de Jornalismo, Mercado e Tecnologia, da ECA/USP. Formado em 1988 pela PUC-RJ, tem 20 anos de experiência em jornalismo.


Marcelo do Canto é jornalista com larga experiência, tendo atuado como repórter, chefe de reportagem, redator e editor de importantes veículos de comunicação da região de Campinas, nas mídias rádio TV e jornal impresso.


Daniela Lemos é jornalista, Formada pela PUC-Campinas é chefe de Reportagem da EPTV Campinas, tendo trabalhado também no Canal 25 e Rádio Cultura de Campinas.


José Arbex Jr. é jornalista, professor da Faculdade de Jornalismo da PUC-São Paulo. Testemunha privilegiada das mudanças no jornalismo brasileiro. Foi repórter, correspondente estrangeiro e editor de Internacional do jornal A Folha de S. Paulo, até 1992; como correspondente na Europa, onde pôde testemunhar e reportar a queda do Muro de Berlim, na derrocada do regime socialista soviético e o início da retirada do exército soviético do Afeganistão em 1988. Nessas viagens e trabalhos como jornalista, entrevistou personalidades como o líder palestino Yasser Arafat e o secretário do Partido Comunista da União Soviética, Mikhail Gorbatchev. É autor do livro Showrnalismo, obra que discute a notícia como espetáculo.

Nenhum comentário: